sábado, 5 de setembro de 2009

ADOLESCENTES EM AÇÃO

17 ago

LUCAS,

ADOLESCENTES EM AÇÃO

Pessoal,

Espero que gostem do conto. Eu já estava o publicando com outro nome, mas resolvi republicá-lo e fazer algumas alterações. Terá sexo, mas terão de ter um pouco de paciência. Espero que gostem e contribuam com suas opiniões.

Podem me adicionar nos seguinte msns: ogancho@hotmail.com; clarkkent_br@hotmail.com; lanterna_verde_sbc@hotmail.com
17 ago

LUCAS,

I – Marcos

I – Marcos


Aos dezesseis anos eu já era um “gato”, sem querer ser arrogante, afirmo isso, pois cansava de ouvir isso das meninas da escola, das baladas, do clube, etc. Alto, cabelos castanhos escuros, corpo bem definido, devido há anos de natação e futebol, rosto másculo, entretanto nem um sinal de barba. Sempre fui muito liso. Pelos só lá embaixo mesmo, no saco, culminando com um fino “caminho da felicidade”.
Cursava o segundo ano do ensino médio, sem maiores dificuldades. Relacionava-me bem com todos e era querido pelos professores. Sempre fui muito educado e gentil, resultado de uma boa educação familiar.
- Lucas!!! – ouvi gritar bem alto no pátio no portão de saída da escola.
Virou-se, era um rapaz que nunca vira na escola, mas que como estava com a camiseta de uniforme só podia ser aluno.
- Oi. Tudo bem ? Eu não te conheço – disse eu.
- Não conhece mesmo. Meu nome é Marcos. Vim transferido de outra escola na segunda-feira. Foi minha primeira semana aqui no LG.
LG era como todo mundo chamava nossa escola.
Já era sexta-feira, a semana havia se encerrado, todos os alunos aflitos para iniciarem seus “FDS”, inclusive eu. Não via a hora de embora até que Marcos apareceu e estranhamente minha pressa de chegar em casa terminou.
Marcos era muito simpático, um lindo sorriso no rosto, mais ou menos o mesmo tipo físico que eu. Mesma altura e peso, cabelos também castanhos, entretanto estava bem mais moreno que eu. Um moreno bronzeado. Era um rapaz bonito, pra se dizer pouco dele. Ou melhor, prá se dizer muito pouco dele.
- Seja bem vindo “rapa”. E eu posso ajudá-lo em alguma coisa?
17 ago

LUCAS,

Fiz esta pergunta não de forma mecânica como qualquer pessoa educada diria. Queria mesmo que ele precisasse alguma coisa de mim. Aquele moleque lindo me atraia de alguma forma. Não sabia o que era, mas gostei de estar conversando com ele. E queria continuar.
Os demais alunos que saiam velozmente da escola, atropelando a tudo e a todos, nos empurravam como se fossemos sacos de lixo jogados ao corredor que atrapalhavam suas passagens. E de fato estávamos atrapalhando-os mesmo.
-Vamos saindo – disse Marcos – lá fora converso com você, senão seremos esmagados. Disse isso e me segurou pelo braço me puxando levemente. Foi uma sensação nova e deliciosa. Aquele menino lindo me tocando. Senti um arrepio que nunca tinha sentido.
Enquanto caminhávamos ate a frente da escola, para longe daquela muvuca, Marcos se colocou a minha frente e ia abrindo caminho na multidão como se fosse um batedor ( aquele policiais de motocicleta que vão na frente abrindo caminho para os carros de autoridades ). Eu seguindo-o não tirava o olho de si. E de repente me deparei reparando cada detalhe de seu corpo. Costas largas, pernas bem torneadas e uma bunda linda que se desenhava por baixo de uma bermuda bem justa, azul marinho, do uniforme.
Fecheis os olhos e chacoalhei a cabeça. Pensei quase falando: Meu Deus!! Que estou fazendo? Reparando a bunda de um homem.
17 ago

LUCAS,

Eu ficava direto com meninas. Não me faltavam mulheres. Tinha tido alguns namoricos nada sérios com meninas. Não era mais virgem, pois a última ficante havia me tirado do “mundo dos virgens”. Mesmo que eu quisesse continuar virgem, não teria conseguido, pois ela tinha um fogo e uma rodagem de muitos kilometros.

Paramos em uma pracinha que se localiza bem na frente da escola. Por mais que eu tentasse me concentrar em outra coisa, meus olhos subiam e desciam pelo corpo de Marcos, que agora de frente fez com que eu pudesse notar uma mala bem cheinha e que me fez ficar fixado nela.

- Cara! Tudo bem com você? – disse Marcos.
- Oi. Que foi? - respondi
Dando um imenso sorriso, Marcos, me chacoalhou pelo ombro e disse:
- Acorda cara!! To falando com você e você ficou paradão e nem parecia me ouvir. Ta tudo bem.
Como eu poderia dizer que tava parado olhando prá sua mala? Fiquei com um misto de vergonha e medo que ele tivesse reparado que eu o estivesse secando.
- Ahh...não foi nada...me deu uma tontura. Acho que é fome.
- Aceita um cachorro quente? - disse Marcos super gentil – eu também já ia comer um.
- Não, já to indo prá casa e vou almoçar. Muito obrigado. Mas, afinal, o que você queria conversar comigo?
- Conhece o João, do terceiro D ?
- Sim é meu primo.
- Então, sou da classe dele e conversamos bastante nesta minha primeira semana. Achei a escola de vocês um pouco parada. A escola que eu vim não era assim.. Aqui não tem festa, não tem campeonatos, não tem jornalzinho, não tem teatro. E o João me disse que você é uma cara muito dinâmico e inteligente que se interessaria em agitar a escola.
17 ago

LUCAS,

- É verdade sim. Inteligente e dinâmico não sei se sou – disse com uma falsa modéstia – mas me interessaria muito em fazer alguns agitos na escola sim, principalmente com você ao meu lado.
Aquela palavras saíram da minha boca sem pensar. Que fui dizer? Meu Deus! Estava cantando-o na cara dura.
- O que !!??! – disse Marcos surpreso.
- Quis dizer que sozinho não se é possível fazer nada, mas que com uma outra pessoa que também esteja disposta a agitar o LG fica bem mais fácil.
- Ótimo então. Somos parceiros a partir de agora – e me estendeu a mão para um aperto.
Estiquei a minha para cumprimentá-lo.
- Nossa cara. Sua mão ta suada e quente.
- Acho que to com febre – respondi.
- Onde você mora?
- A três quadras daqui, na Avenida Brasil mesmo.
- Moramos perto, moro na rua debaixo da sua. Vou te acompanhar até em casa. Vai que você passa mal. Primeiro, tontura. Agora, febre. Deve estar gripando.
- Não cara. Não precisa não.
- Deixa de ser bobo é meu caminho. Vamos lá

Na realidade eu adorei que Marcos me acompanhasse até em casa. Afinal, poderia ficar mais tempo ao seu lado. Eu só não poderia deixá-lo perceber que eu não estava doente coisa nenhuma. Meus sintomas eram resultado de meu nervosismo em relação a tê-lo ao meu lado.
Fomos conversando banalidades e como eu morava bem perto da escola, logo chegamos.
17 ago

LUCAS,

Agradeci a companhia.
- Cara, você é muito gente fina. Gostei muito de te conhecer e das suas idéias. Moramos bem perto e poderemos ser camaradas – disse isso e ofereci meu telefone e disse para ele ligar e aparecer quando quisesse. Ele também passou o telefone da casa dele. Nos despedimos e ele com aquele sorriso lindo no rosto ainda falou:
- Tem MSN ?
- Sim.
- Pode me passar.
- Claro. E passei meu MSN que ele disse que adicionaria para podermos “trocar idéias”.

Entrei, em casa não tinha ninguém. Fui para o meu quarto. Larguei a mochila sobre a cama. Fui ao banheiro, do meu quarto, urinar, pois estava apertado. Fiz o xixi. Balancei meu pau como todos os homens fazem ao terminarem de urinar. E de repente me veio a cabeça a imagem de Marcos. Seu sorriso, sua voz, seu corpo, sua bunda, sua mala. Eu começava a fazer um vai-e-vem incessante em meu pau. Iniciava uma punheta pensando em Marcos.
Parei assustado e pensei no que estava fazendo. Bater punheta imaginando um cara!!! Mas eu não sou veado. Não sou mesmo. Já fiquei com várias meninas. Já comi boceta. Mas não conseguia parar de pensar em Marcos.

Parei a punheta. Sai do banheiro. Logo em seguida o telefone tocou.
17 ago

LUCAS,

II – Meu Irmão

- Alô!
- Uca... – era assim que meu irmão me chamava.
- Fala Rafinha.
- Não te vi na saída da escola.
- Tava falando com um aluno novo. Por isso não deve ter me visto. Acabei de chegar. Por que você não chegou ainda?
- To indo pro Shopping, Vai eu e um pessoalzinho da minha classe. Vamos ao Mac Donald’s e depois pegaremos um cineminha. Avise a mamãe se ele ligar perguntando.
- Ok Rafinha.
- Beijo. Uca.
- Beijo.

Meu irmão é um ano mais novo do que eu. Ele sim eu chamo de bonito. Apesar de todos dizerem que somos idênticos e nos confundirem, ele é bem mais bonito que eu, na minha opinião. Como a diferença de idade é mínima somos praticamente do mesmo tamanho. Muita gente já nos confundiu.
Rafael estava no segundo ano do ensino médio, na mesma escola em que eu.
17 ago

LUCAS,

Também praticou natação e futebol, como eu, mas ultimamente estava viciado em voley. Vivia atrás de treinos e jogos com um pessoal de umas vilas vizinhas e com os quais eu nem tinha muito papo ou conhecia.
Almocei. E fui pro meu quarto. Liguei a TV e o computador ao mesmo tempo, como sempre fazia.
Entrei no MSN e havia um pedido para que aceitasse alguém em minha lista. Sem sequer ler o nome da pessoa. Nunca faço isso. Aceitei-a e chamei-a com um “oi”. Quando apareceu a foto de meu novo integrante do MSN, era uma foto de um corpo de da cintura pra baixo, somente de cueca boxer, com um pau duro delineado, umas pernas lisas e definidas. Vi tudo isso numa fração de segundos, pois a foto foi imediatamente trocada e apareceu o belo e sorridente rosto de Marcos
- Oi, Lucas!
- Fala, Marcos.
- Já te add...he he he
- Percebi.. kuaskuasukas

Como escrevemos diálogos idiotas no MSN. É muito estranho isso. No MSN além de parecermos o que nem sempre somos, ficamos horas conversando nada de nada com outras pessoas que têm este mesmo vício que nós.
Gostei muito de Marcos já ter me adicionado no MSN. Coloquei o status de “ausente” para não ter que conversar com outras pessoas, pois queria naquele momento somente teclar com ele. Na realidade queria estar conversando pessoalmente com aquele moleque que acabara de conhecer. Mas, por enquanto me contentava em conversar pelo MSN mesmo.
- Então vamos agitar o LG?
- Lógico que sim – respondi
17 ago

LUCAS,

-To pensando em começar com um jornalzinho, pois através deles poderemos mobilizar a galera toda para festas, campeonatos e outras coisa mais.
- Boa idéia. Gosto muito de escrever. E de ler também.
- Sério... Eu também leio muito. Que você já leu ? – indagou Marcos.
- Todos os livros já lançados de Harry Potter. Um livro sobre a máfia, chamado “O Poderoso Chefão”, “O Senhor dos Anéis”... Li vários livros já. Só não consigo ler os livros que a professora de português nos obriga... kuaskusakusasuksuask
Até hoje não entendo como a leitura é algo tão maravilhoso e como as professoras de literatura e português, de diversas escolas, conseguem tornar esta atividade algo tão chato e enfadonho ao ponto de vários alunos passarem a odiar os livros.
- E você Marcos... Qual o último livro que você leu?
- Carinha, leio muito. Muito mesmo. O último foi um livro bem legal e que mexeu muito comigo. Qualquer dia eu te falo sobre ele.
- Fala o nome dele.
- Não. Deixa quieto. Qualquer dia te falo sobre ele.
- Apenas o título, “rapa”, que tem a vê ???... kuaskus ... Ou é algum livro proibido de feitiçaria ?
- Nada de feitiço, to longe de ser um HP.
- Então é o Kamasutra? O livro indiano das dezenas de posições sexuais....kuasksuus
17 ago

LUCAS,

- Eu sei o que é o kamasutra – respondeu Marcos – não precisava ter me explicado. Achou que eu não soubesse, Né? Rsrsr
- Kuasuksusukaus... que “rapá” inteligente!!! Kuasksuaksu
- Pois é...rsrsr
- Mas não vai falar o nome do livro ? - insisti.
- Hoje não.
- Ok então, senhor mistério kuasuksuaus
- Ok, senhor ansioso rsrsrsrsr

Realmente fiquei intrigado do porquê Marcos não podia me falar o simples nome de um livro, mas fiquei na minha e parei de insistir. Continuamos o nosso papo por mais umas duas horas, por incrível que pareça. Falamos de muita coisa. Quando estava me despedindo dele, pois já estava com fome novamente e queria tomar um lanche, resolvi perguntar sobre outra coisa.

- Marcos...deixa eu te fazer uma pergunta?
- Manda, senhor curioso...rsrsr
- Todo mundo que você adiciona no MSN você recebe com sua foto de cuecas? Kuasksuaksuas
- Não – e antes que eu digitasse qualquer outra coisa ele completou – foi só prá você mesmo.

4 comentários:

  1. Preciso conhecer quem escreveu isso, alguém tem contato ainda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu quem escrevi.... ruyarrudaneto@gmail.com tb estou no facebook com este email

      Excluir
    2. eu quem escrevi.... ruyarrudaneto@gmail.com tb estou no facebook com este email

      Excluir